Todos os posts de contato@thiagomota.com

Descubra como a hipnose pode te ajudar

A hipnose é um fenômeno natural da nossa mente. Quando lemos um livro e nos desligamos do resto dos estímulos do ambiente, por exemplo, podemos dizer que estamos hipnotizados pela leitura. Dessa forma, em uma sessão de hipnose, o cliente é levado a relaxar e a focar a atenção no conteúdo advindo durante a sessão. O processo de transe hipnótico é muito diferente do estado do sono. Em nenhum momento a pessoa dorme ou desliga-se do ambiente. Durante o transe hipnótico, por meio de uma indução, o indivíduo direciona seu foco, realmente concentrando seus pensamentos, o cérebro apresenta alta atividade psíquica, o que provoca importantes reações cerebrais. No ambiente do consultório, em um contexto de confiança e confidencialidade, o transe hipnótico é instigado pelo terapeuta, o que leva o cliente a uma concentração profunda sobre o que é dito. Esse cliente torna-se, assim, receptivo às sugestões previamente acordadas com o terapeuta em função do objetivo pretendido com aquele tratamento. Tudo isso com o mais perfeito controle por parte do profissional. Um dos fenômenos ocorridos nesse momento é o aumento na produção de neurotransmissores — como a serotonina e a noradrenalina, por exemplo — responsáveis pela sensação de bem-estar e por estímulos ao fortalecimento do sistema imunológico, levando a uma significativa melhora de várias doenças.

Em que casos a hipnose pode ajudar?

A hipnose clínica no Brasil é reconhecida pelos Conselhos de Medicina, Psicologia, Fisioterapia e Odontologia como recurso terapêutico e pode ser utilizada tanto por profissionais destas áreas quanto por psicanalistas, terapeutas ou hipnólogos capacitados. A hipnoterapia pode ajudar com inúmeras questões psicológicas e comportamentais como fobias, gagueira, dependência química, síndrome do pânico, alergias, depressão, ansiedade Manaus, desordens alimentares, traumas e em muitos outros casos psicossomáticos. A hipnoterapia também pode ser usada em associação com tratamentos médicos e odontológicos, aliviando os quadros de dor, ansiedade e pós operatório dos pacientes.

Se você deseja agendar uma consulta com um hipnoterapeuta em Manaus, acesse o site centroupper.com e agende hoje mesmo uma consulta. Hipnose Manaus

Saiba o que é micose

A micose é uma infecção causada por um fungo e costuma atacar a pele, as unhas e o couro cabeludo. Geralmente, o problema provoca sintomas como coceira, manchas brancas, rachaduras entre os dedos e deformação na unhas.  É normal as pessoas classificarem tudo como micose, mas não é bem assim. Segundo dermatologistas, na micose, a pele descama porque o fungo se alimenta de queratina presente na nossa pele, unhas e cabelos.

O tratamento é feito por 30 dias com uso de antimicótico e mudanças de comportamento. Alguns fatores como, suar excessivamente, trabalhar em um ambiente quente e úmido, andar descalço em ginásios, vestiários e chuveiros, má circulação sanguínea e lesões ou infecções nas unhas contribuem para o desenvolvimento da infecção. Quais são os tipos diferentes de micose? Eles são classificados em dois grandes grupos: superficiais ou profundos. Os primeiros ocorrem quando as condições ambientais — calor, umidade, pouca luz — favorecem o crescimento dos micro-organismos no nosso corpo. Já as micoses profundas acometem pessoas que apresentam grave deficiência imunológica, como pacientes com aids ou em tratamento contra o câncer. Nesse cenário, a infecção pode atingir órgãos internos e até matar. A frieira, também chamada de pé de atleta, é uma das micoses mais comuns. Nesse quadro, os fungos se espalham entre os dedos, provocando bolhas de água, coceira, descamação e rachaduras na pele. Já o couro cabeludo é uma região menos atingida pela micose entre os adultos. Por outro lado, crianças sofrem bastante com esse problema. Aqui, os fungos se alimentam da queratina dos cabelos, formando pequenas placas arredondadas nas quais os fios não crescem.

Em geral, a região coça muito e arde. Vale mencionar também a onicomicose, tipo que deixa as unhas do pé ou da mão deformadas, grossas e amareladas. Ela é uma das infecções fúngicas mais resistentes ao tratamento.

Bartolinite: Saiba o que é

Espinha na vagina?

Você já ouviu falar na bartolinite? Ela é uma espécie de espinha, uma inflamação na região externa da vagina que pode ser extremamente desconfortável e precisa de tratamento. Em alguns casos, ela pode levar ao acúmulo de pus e inchaço da região. A seguir, profissionais falam mais sobre o assunto e dão recomendações para lidar com a situação. A bartolinite é definida como uma inflamação ou infecção nas glândulas de Bartholin, que são localizadas em ambos os lados da cavidade vaginal e são responsáveis pela lubrificação da vagina no ato sexual. Segundo ginecologistas, se um dos canais das glândulas ficar bloqueado ou “entupido”, o fluido produzido acumula-se e forma um “caroço” na vagina , como se fosse uma espinha. Isso não significa necessariamente bartolinite.  A bartolinite acontece apenas quando há um processo inflamatório ou infeccioso no cisto. Pode causar dor e a urgência por alguma medida de tratamento.